7 dicas para ter um escritório verde

Dar uma repaginada ecológica na firma pode ser mais fácil do que você imagina. E isso ainda rende diminuição nos gastos da empresa.

Mude a decoração

Ela é superimportante para causar boa impressão. E para deixar o ambiente mais leve, o indicado é que você opte por cores claras, que ainda irão ajudar com a luminosidade do local por refletirem a luz. A pintura, no entanto, deve ser feita à base de água e com tintas naturais.
Para o chão, opte por cimento queimado, ou pisos cerâmicos, bem como piso laminado de madeira.

Faça um projeto de iluminação

É sabido que o olho humano percebe muito mais a falta de luz do que o excesso dela. É por isso que em um ambiente superiluminado dificilmente alguém se levanta para apagar uma luz. E é ai que você pode estar consumindo uma energia desnecessária.
Sensores de luz ajudam nessa tarefa, automatizando e regularizando a quantidade adequada de luz para cada atividade desenvolvida. Aposte, ainda, em lâmpadas com tecnologia LED. Outra boa ideia é o uso de luminárias de mesa, já que essa medida reduz bastante o número de luminárias de teto.

Cuidado com os banheiros

Eles são os grandes vilões do desperdício. Por isso, é preciso ficar atento a esse local, fazendo pequenas mudanças que darão grandes efeitos.
Você sabia que é possível deixar o banheiro limpo usando alimentos?  Use vinagre, limão e sal para fazer essa limpeza.
Com relação aos papéis, nada de apostar nos mais baratos, pois essa pode ser uma economia sem resultados. Devem ser de boa qualidade e absorventes, o que reduz a quantidade de uso.

Pense, também, na locomoção

CICLISTA SÃO PAULO/SP 28/11/2011 CICLISTA VARIEDADES JT - O Assessor Parlamentar Daniel vai de bicicleta de sua casa no Jardim Paulistano para o trabalho no bairro do Morumbi.
Daniel Guth vai de bicileta para o trabalho (Foto: Elvio Romero)

Se você não gosta de pegar ou dar caronas, é hora de mudar o pensamento.
Esse recurso deve ser encarado como um comportamento inovador, em que as pessoas pensam além da comodidade e levam em consideração o bem-estar coletivo e a redução dos impactos ambientais.
Ainda há outros benefícios, como a redução dos custos e a oportunidade de conhecer novas pessoas. E isso deve partir, também, da empresa que além de  educar os colaboradores, pode criar incentivos para que eles procurem alternativas de transporte mais eficientes. É possível, por exemplo, oferecer vagas de estacionamento para veículos com mais de um passageiro ou para carros com motor flex, os híbridos ou os elétricos.
Oferecer um pequeno vestiário para quem optar pelo uso da bicicleta para a troca de roupas é outra boa dica.

Aposte nas plantas

Pode parecer bobagem, mas elas causam um efeito extremamente benéfico para o ambiente de trabalho, ajudando a arejar o ambiente.
Você vai precisar avaliar as condições locais para definir as espécies mais viáveis para o seu escritório, mas boas opções são lírios, antúrios, bromélias, filodendros, palmeiras, bambus e cactos. As plantas são verdadeiras bombas de água e, dessa forma, despejam na atmosfera quantidades significativas de vapor, o que é conhecido por evapotranspiração. Quanto mais calor, maior será essa atividade, e quanto maior for as folhas da planta, maior será a quantidade de água liberada.

Use o ar condicionado com moderação

Sim, o uso desse aparelho deve ser minimizado e, na medida do possível, ele deve ser substituído por ventiladores ou pela ventilação natural. Outra boa solução é a proteção solar usando brises e vidros com fator solar adequado, além da ventilação cruzada, que é sempre uma boa saída. Mas se o uso do ar condicionado for necessário, o ideal é procurar modelos com a classificação Procel categoria A, que são mais eficientes e consomem menos energia.

Dê atenção especial aos computadores

Todos os equipamentos eletrônicos consomem energia, geram calor e aumentam a temperatura interna do escritório. Com o computador não é diferente. Por isso, realizar a manutenção e a limpeza desses aparelhos é essencial. Como ele é indispensável na maioria das empresas, cuide bem do produto. Configurar o gerenciador de energia do computador para a tarefa específica que vai ser executada é um ótimo começo. Lembre-se, ainda, de desligar o monitor e colocar o computador em descanso quando falar ao telefone, quando sair para almoçar ou para tomar um café. Outra boa opção é o uso de programas específicos para o controle do gasto de energia. Um exemplo é o Joulemeter, programa simples que faz esse papel.
Preocupe-se também com a impressora, já que o desperdício nesse caso é sempre muito grande. Atente para os formatos em que os documentos são criados, às vezes, eles têm espaçamentos exagerados e fontes grandes que demandam mais papel para impressão. Faça ainda impressões frente e verso, ou em modo duas páginas por folha, use papel reciclado e reutilize folhas de rascunho. Dê preferência, também, para os equipamentos com cartuchos de tintas individuais, já que eles permitem o reabastecimento somente da cor que está acabando.

Adaptado de: Exame.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

Social Widgets powered by AB-WebLog.com.