A madeira transparente

Pesquisadores da universidade sueca KTH Real Instituto of Technology desenvolveram um novo material transparente derivado da madeira que poderia, um dia, ser empregado em casas e apartamentos para trazer mais luz natural aos moradores e reduzir o uso de iluminação artificial.

O material consiste de uma madeira comum, o pau de balsa. A alternativa transparente foi desenvolvida a partir da remoção química da lignina (palavra proveniente do latim lignum ou madeira), um polímero que bloqueia entre 80 e 95% a entrada de luz na madeira. Com a adição de acrílico, conhecido como Plexiglass, eles obtiveram uma madeira híbrida muito mais transparente. Só uma leve turvação permanece devido às fibras naturais.

Lars Berglund, pesquisador da KTH, diz que o novo material tem potencial para ser usado em larga escala em janelas, podendo substituir até mesmo fachadas inteiras de construções que buscam maior economia de energia. Além disso, poderia ser usado para criar paredes transparentes, e bastante sólidas, já que a madeira transparente é pelo menos o dobro mais forte que o Plexiglass.

A descoberta foi publicada na revista American Chemical Society, Biomacromolecules. Segundo os pesquisadores, o novo material de construção também poderia ser usado em painéis solares, acrescentando um benefício extra. “A madeira transparente é um bom material para células solares, já que é de baixo custo, tem recursos prontamente disponíveis e renováveis”, diz Berglund.

Por enquanto, o trabalho que falta ser feito para que a madeira transparente chegue a nós é melhorar a transparência do material, e ampliar o processo de manufatura, para atender uma demanda comercial.

Publicado em Exame.com e Hypescience.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

Social Widgets powered by AB-WebLog.com.