Designers britânicos usam lixo de São Paulo para produzir móveis

Dois designers britânicos transformam latinhas de alumínio e óleo de cozinha, recolhidos por catadores de lixo em São Paulo, em móveis estilizados . O projeto “Can City” é uma parceria entre os ingleses Azusa Murakami e Alexander Groves, do Studio Swine, a galeria paulistana Amor de Madre, dirigido por Olívia Yassudo, e a marca de cerveja holandesa Heineken.

O mobiliário produzido está em exposição – e também à venda – na galeria Coletivo Amor de Madre (zona oeste), até 30 de abril.

Lâmpadas são produzidas a partir de garrafas de vidro,
Lâmpadas são produzidas a partir de garrafas de vidro.

A equipe derrete as latas de alumínio em um barril de chope transformado em forno com cimento. E, para fazerem isso, aproveitam o óleo de cozinha –já sem uso– de pequenos bares da região.

Além de mesas, bancos e cadeiras produzidos a partir do alumínio derretido, a equipe também confecciona luminárias com garrafas de vidro. “Nós focamos um conceito que não só dialogasse com a cidade, mas que realmente fosse possível de ser implementado dentro dos sistemas pré-existentes da capital”, afirma Olívia Yassudo.

Entre 18 e 21 de março, a exposição estará no Design Days Dubai, feira internacional de design. A cervejaria Heineken patrocina o “Can City” e inaugurará, em abril, um bar dentro da galeria, com os móveis produzidos com o material reciclado.

Extraído de Folha de São Paulo.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

Social Widgets powered by AB-WebLog.com.