Descoberta a água mais antiga da Terra

Pesquisadores da Universidade de Toronto em 2013 tinham descoberto água com cerca de 1,5 bilhões de anos em uma mina canadense. Agora, no mesmo lugar, os cientistas identificaram uma fonte de água que é mais antiga ainda, no mínimo, 500 milhões de anos mais velha que a amostra anterior.

A pesquisa foi apresentada em reunião da American Geophysical Union Fall Meeting em San Francisco. A equipe de investigação trabalhou sob a orientação da professora Barbara Sherwood Lollar e identificou uma quantidade substancial de água.

Em 2013, a água mais antiga do mundo tinha sido descoberta pela primeira vez em uma mina de cobre, zinco e prata a cerca de 2,4 quilômetros de profundidade. A nova pesquisa identificou a água mais antiga a uma profundidade de 3 km, dentro da mesma mina. De acordo com os testes realizados, a “nova” água mais antiga do mundo teria cerca de 2 bilhões de anos.

A descoberta permite aos pesquisadores investigarem vários aspectos interessantes da história do nosso planeta. Na água estão presentes vestígios de organismos que nela viveram. Nesta água, há muito tempo, já havia vida!

De acordo com os investigadores, estudar sítios hídricos antigos como neste caso, poderia nos ajudar a encontrar novas pistas sobre a possibilidade de haver vida em outras partes do sistema solar, por exemplo nos oceanos sobre as luas glaciais de Júpiter e Saturno.

Publicado em GreenMe.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

Social Widgets powered by AB-WebLog.com.